As redes sociais são um dos meios mais utilizados pelas pessoas para o contacto com os amigos e para a partilha e divulgação de conteúdos.

Mas, no mundo do crime, estes meios podem ser ferramentas essenciais para apanhar os criminosos quase em flagrante.

Depois da parte 1, vamos contar mais 10 dessas histórias!

Vamos conhecer mais 10 crimes em que as redes sociais ajudaram de alguma forma. 

1. O stalker de Zuckerberg (2011)

Manukonda

Pradeep Manukonda passou os limites ao enviar várias mensagens virtuais e não virtuais a Mark Zuckerberg, CEO do Facebook. Nessas mensagens, Manukonda pedia ajuda dizendo “Por favor, ajuda-me Mark. Estou muito cansado e exausto. Devo tudo da minha vida ao Facebook, ajuda-me. Só assim estarei pronto a morrer por ti”.

O ‘stalker’ tentou ainda entrar na sede do Facebook e andou a rondar a casa de Zuckerberg, mas este conseguiu uma ordem judicial para manter Manukonda a pelo menos 200m longe dele e da sua família.

2. Pedofilia no feminino (2011)

alg-rachel-ann-hicks-jpg

Rachel Ann Hicks, mãe de 3 adolescentes, foi acusada de ter aliciado uma criança de 13 anos através de um chat de jogos da Microsoft, Xbox Live. Segundo a NBC, Rachel fez-se passar por uma jovem de 23 anos, quando tinha 36, para aliciar o jovem e a relação de ambos chegou ao ponto de troca de emails e telefonemas, sendo que Rachel chegou mesmo a enviar conteúdos pornográficos ao jovem como forma de o seduzir.

A mulher foi presa, suspeita de violação e pedofilia.

3. Ladrões pouco inteligentes (2011)

fb

O crime ocorreu em Pittsburgh, onde a polícia deteve 3 adolescentes que haviam roubado uma loja da cidade e, logo no dia a seguir, publicaram no Facebook uma fotografia com o dinheiro roubado, tendo depois sido denunciados por um familiar.

Na fotografia, os ladrões surgem com cerca de 8.000 dólares (cerca de 7.300€) em notas.

4. Um mau pai (2012)

Nem todos os pais servem para sê-lo… Um exemplo disso é Andre Curry, na altura com 21 anos, que foi preso após publicar no Facebook fotografias da sua filha, de apenas 2 anos, com a boca, mãos e e pernas atadas com fita-cola.

Em tribunal, Curry disse à juíza Laura Sullivan que não tinha intenção de magoar ou castigar a criança e que estava apenas a divertir-se…

5. Pediu subsídio… para viajar (2012)

andrea raftis




Sabemos que há muita gente esperta por esse mundo fora senão vejamos o caso de Andrea Raftis que, com 24 anos, pediu um subsídio ao governo inglês por ser mãe solteira de 2 crianças, indicando não ter como as sustentar. Mas, atentas, as autoridades descobriram que Andrea havia publicado no seu Facebook fotografias onde estava numas férias exóticas no Egipto, durante o período em que recebeu a ajuda do estado.

Segundo contou o “The Sun”, Andrea ‘meteu ao bolso’ 37 mil libras (cerca de 50 mil euros) e, por isso, foi condenada a 8 meses de prisão, tendo ainda que devolver o dinheiro.

6. Tramado pelo YouTube (2012)

1349452311409.cached

Também o YouTube pode ajudar no combate ao crime. O caso aconteceu ao rapper marroquino “El-Haqed” que foi preso após divulgar no seu YouTube um vídeo em que criticava o governo do seu país.

Intitulada “Cachorros do Estado”, a canção chamou à atenção da polícia marroquina uma vez que também ela é criticada e designada de corrupta na música.

7. Cuidado com o que escreve no Facebook (2012)

alexander-aan

Alexander Aan foi condenado a 2 anos e meio de prisão por ter publicado mensagens ateístas no seu Facebook. O indonésio teve ainda que pagar uma multa de 10 mil dólares e foi acusado pela justiça de ter espalhado informações que incitam o ódio religioso e animosidade.

8. Cuidado também com o que escreve no Twitter (2012)

11

O estudante americano William Koberna foi detido pela polícia americana após ter publicado no seu Twitter que tinha planos para levar a cabo um ataque contra os seus colegas da Universidade de Kent, no estado de Ohio.

Na altura com 19 anos, William foi preso na casa dos seus pais.

9. Mais uma vez… o Twitter (2012)

Paul Chambers foi preso após ter escrito uma piada no seu Twitter em que dizia que iria explodir com o aeroporto da sua cidade, em Doncaster, tudo porque o seu voo se havia atrasado, o que o irritou.

Chambers foi preso, suspeito de um atentado terrorista, e ficou sob custódia com a polícia durante sete horas.

Via: pplware
Fonte(s): pplware
Source: New feed pplware Linux