Já por diversas vezes a Apple foi colocada no banco dos réus devido a problemas de consumos anormais de dados. Mesmo com o controlo que existe, há situações que escapam.

Agora a Apple terá de responder, de novo, por problemas com consumos indevidos nas redes móveis. O caso remonta a 2012, mas apenas agora foi levantada a questão.

Depois de recentemente ter corrido em tribunal um processo de vários utilizadores originado pelo Wi-Fi Assist, que garantia as melhores velocidades no acesso à Internet, a Apple vê-se novamente em tribunal por uma situação similar.

O problema remonta a 2012 e afectou o iOS 6 e 7, onde existia a possibilidade de ser feita a mudança da rede Wi-Fi para os dados 3G, garantindo uma melhor velocidade de acesso à Internet. Esta era uma situação pontual e em que os utilizadores não eram informados.

Como tal e por ter sido detectado nos Estados Unidos, surgiu agora um novo processo, em que os utilizadores reclamam uma indemnização da Apple.

In the iPhone 5 and 5S, when a consumer streamed high volumes of data for a period even as short as a couple of minutes, the graphics processing unit (GPU) would take over all video decompression, decoding and presentation to the display. Because the Swift central processing unit (CPU) no longer played a role in the video decompression, decoding and presentation process, the Swift CPU would go to sleep to conserve battery life. Once the Swift CPU was asleep, the iPhone 5 and 5S would automatically switch from streaming data via a Wi-Fi signal to streaming data via a cellular signal.

A falha foi descoberta e corrigida, mas deixou os utilizadores de algumas operadoras com o problema, o que levou a que continuassem a consumir dados de forma anormal. O problema esteve por corrigir nestas redes até 2014.

iphone_3G_2

A razão para que o processo fosse levantado está no facto da Apple ter conhecimento do problema desde que ele surgiu e não ter sido capaz de o resolver de forma rápida ou ter alertado os seus clientes para a sua existência.

A empresa de advogados que colocou este processo em tribunal alega que este comportamento da Apple violou algumas regras e leis dos consumidores na Califórnia e, por isso, é legítima a sua intenção. O processo está ainda em aberto e qualquer consumidor que se sinta lesado pode fazer parte dele.

Mais uma vez, a Apple vê-se em tribunal, confrontada com problemas causados pelo iPhone e a forma como este faz a gestão do acesso à Internet e dos dados que consome.

 Via: pplware
Fonte(s): pplware
Source: New feed pplware Linux